Tudo o que você precisa saber sobre a canelite! - Blog Meu Pé de Conforto

Tudo o que você precisa saber sobre a canelite!

Postado em 31/08/2020
Powered by Rock Convert

A canelite é uma inflamação muito comum em corredores, porém eles não são os únicos acometidos por essa inflamação. Nossas pernas e nossos pés são os responsáveis por carregar e suportar o peso de todo o nosso corpo. Quando esse trabalho de sustentação não está adequado ou há problemas, como o sobrepeso, começam a aparecer as inflamações, as distensões e as lesões.

Aqueles que estão na terceira idade também precisam ficar atentos quanto a isso. Por terem ligamentos, ossos e músculos mais sensíveis e até mesmo enfraquecidos, é normal que as lesões sejam mais comuns.

Em razão da dor intensa, a canelite pode prejudicar e, até mesmo, impedir que você faça as suas tarefas diárias, principalmente, as atividades físicas. Conhecer as causas e a prevenção, são sempre os melhores remédios para evitar essas inflamações e síndromes que podem ser verdadeiras pedras no sapato.

Além disso, tomar alguns cuidados, como usar sapatos confortáveis e adequados para o seu tipo de pisada, podem evitar esse e outros problemas ortopédicos. Para ajudá-lo a identificar a canelite e, principalmente, se proteger, preparamos este guia. Acompanhe e entenda os principais pontos sobre o assunto.

O que é a canelite?

A canelite é uma inflamação que pode acontecer na região dos músculos, dos ossos ou dos tendões da canela, que é a tíbia. Cientificamente, essa inflamação é chamada de síndrome do estresse medial da periostite ou da tíbia.

Essa síndrome pode ser diagnosticada por um reumatologista, um ortopedista, ou até mesmo um clínico geral, pois, normalmente, os sintomas são bem característicos:

  • dor local;
  • sensibilidade nas articulações da canela;
  • dor mais acentuada ao caminhar ou ao se exercitar;
  • inchaços na região ou sensibilidade ao toque (nos casos mais graves).

Nas inflamações mais sérias da canelite, ela pode evoluir para quadros de fraturas por estresse. Isso causa dores ainda mais intensas e persistentes, como resultado você pode correr o risco de interromper os seus exercícios físicos para prezar pelo repouso, já que até mesmo caminhar em casa ou fazer atividades rotineiras pode provocar dores horríveis. Quando essa inflamação acomete corredores, eles podem ficar até dois meses longe das corridas.

Além de entender o que é a canelite, é importante saber diferenciá-la de outras inflamações e lesões que provocam dores nas pernas. Normalmente, essa síndrome é muito confundida com a tendinite, a compressão ciática e a distensão muscular, pois elas causam dores em regiões próximas de onde a canelite afeta.

No entanto, as áreas atingidas são bem distintas. A tendinite é uma inflamação nos tendões, mas pode causar dores tão intensas quanto a canelite. Já a compressão ciática começa na lombar e percorre até a parte mais baixa das pernas, e é causada por uma inflamação ou irritação no nervo ciático. Enquanto a distensão muscular é uma lesão provocada por esforço excessivo ou inadequado.

Como a canelite funciona?

Antes de saber como a canelite se dá, é importante entender o que é periósteo. Esse é o nome dado à membrana que reveste a parte de fora dos ossos. O periósteo é denso, fibroso e com vários nervos. Exatamente por isso que as pessoas sentem tantas dores com a canelite, pois onde há nervos, há maior sensibilidade à dor.

Essa membrana tem como a principal função, nutrir e proteger os ossos de lesões. Além disso, também é a responsável por fixar os ossos aos músculos, para que eles possam se manter solidificados e fazer a renovação celular. Assim, as células lesionadas e danificadas são substituídas.

A canelite tem relação com o amortecimento dos impactos que a tíbia (canela) recebe do nosso corpo. Quando alguns dos fatores que causam essa inflamação acontecem, o peso sobre o músculo é muito grande e sem a atenuação adequada da carga. A partir disso, começa a inflamação na região e, consequentemente, as dores.

Tipos de canelite

Em razão das diferenças nos locais de dor, a canelite é separada em dois tipos, porém as causas, os sintomas e a inflamação é a mesma. São elas:

  • canelite anteromedial: a dor é localizada na parte superior da canela, sendo intensa na parte de dentro da sua perna e na frente da tíbia;
  • canelite posterolateral: dores na parte baixa da canela e na parte de fora da perna.

Quais são as causas da canelite?

Há mais de uma causa da canelite e, apesar de ser muito comum em atletas ou pessoas que correm frequentemente, ela pode acometer qualquer tipo de pessoa. Quase sempre, essa inflamação é motivada por exercícios físicos, mas há casos em que ela não tem ligação com os exercícios.

Dentro do grupo de risco ou às pessoas que mais têm chances de desenvolver a canelite, estão:

  • atletas;
  • dançarinos;
  • militares em treinamento;
  • pessoas com pisadas pronadas e pés chatos;
  • mulheres na menopausa, pois a queda no estrogênio pode levar à perda óssea.

Para entender os fatores que podem desencadear esse problema, confira a seguir quais são as principais causas da canelite ou da síndrome do estresse medial da tíbia.

Sobrecarga

Conforme explicamos, a tíbia é a responsável por amortecer o peso durante a pisada, caminhada, corrida ou qualquer outro tipo de exercício. Quando o movimento é feito de maneira errada ou há sobrepeso, algumas regiões recebem mais impacto do que outras. Por isso, elas ficam sobrecarregadas, sendo que a região da canela é a mais afetada. Com isso, é desencadeada a inflamação da região.

A estrutura da tíbia não é adaptada e não está preparada para receber grandes cargas como acontece durante os impactos nas corridas. Dessa forma, o osso da tíbia desencadeia a inflamação devido ao volume de peso.

Powered by Rock Convert

Pisada inadequada

Uma pisada inadequada, mesmo que seja em tarefas rotineiras e não em exercícios físicos, também pode causar a canelite. Nesse caso, o processo é semelhante à sobrecarga, já que pisadas tortas, causam excesso de peso em pontos específicos da canela e do pé.

Em grande parte das vezes, as pisadas erradas são resultado de anomalias anatômicas. A mais comum delas é a pisada pronada — caracterizada pelo deslocamento do pé e de tornozelos voltado para dentro das pernas. Também há a síndrome do pé chato, que desalinha a pisada no momento do impacto e faz com que a carga seja absorvida por somente um lado dos pés.

Por isso, é tão importante utilizar sapatos adequados para o seu tipo de pisada. As sandálias ortopédicas também ajudam nesses processo e, muitas vezes, são até mesmo indicações médicas.

Powered by Rock Convert

Calçados inadequados

Os sapatos inadequados e desgastados também podem ser uma das causas da canelite. Os tênis que não são anatômicos, os sapatos femininos com saltos muito altos, ou calçados desgastados, incluindo a palmilha, podem gerar pisadas tortas.

Além dessas três causas, há alguns fatores mais raros que podem desencadear a canelite, como:

  • infecções;
  • trombose venosa;
  • alterações da fáscia (membrana que envolve os vasos sanguíneos, os músculos, os nervos e os ossos);
  • tumores;
  • espasmos musculares;
  • síndrome compressiva da artéria poplítea;
  • fraturas.

Quais são as principais dicas para tratar a canelite?

Por ser uma inflamação comum e simples quando em estágios iniciais, a canelite tem cura e o tratamento é relativamente simples. Realmente, o que mais incomoda são as dores e, no caso de corredores, ter que deixar os treinos de lado até que esteja completamente curado.

Sempre que sentir dores persistentes é imprescindível buscar ajuda médica, pois somente ele pode prescrever medicamentos, como os anti-inflamatórios não-esteroides e o diagnóstico correto.

Nos primeiros sinais de canelite as compressas geladas podem ajudar, pois reduzem a inflamação e alivia as dores. Outras recomendações comuns para essa inflamação dolorosa são:

  • repouso: quando mais peso e atrito, piores serão as dores e a inflamação. É preciso repousar para que os tecidos se regenerem;
  • alongamento: os alongamentos melhoram a flexibilidade e aquecem os músculos, além de evitar a sobrecarga;
  • paralisar os treinos: em caso de atletas, é recomendado ficar alguns dias sem treinar, para não atrasar a recuperação dos tecidos;
  • fisioterapia: nos quadros mais avançados, normalmente, são indicadas algumas sessões de fisioterapia para a recuperação adequada dos tecidos.

Ficar com os pés elevados acima do coração, também pode ajudar. Nessa posição, há melhor fluxo sanguíneo e auxilia na aceleração da recuperação, consequentemente, há redução da inflamação e das dores.

Quanto tempo uma pessoa leva para se recuperar da canelite?

A recuperação é um fator que varia muito de pessoa para pessoa. A resposta do organismo em alguns pacientes é mais rápida do que em outros. Quando o paciente não segue as orientações do médico, esse tempo pode se estender ainda mais — há corredores, por exemplo, que não abandonam a corrida temporariamente para não perderem o preparo.

Normalmente, os casos mais comuns são totalmente curados em três semanas. Porém, como dito, pode levar meses quando há lesões mais graves e fraturas. Nos quadros mais avançados, pode precisar de uma cirurgia, fator esse que aumenta ainda mais o tempo de recuperação e os cuidados necessários.

Como é possível evitá-la?

Prevenir é sempre o melhor remédio, ainda mais se tratando de algo tão doloroso e que pode prejudicar as suas atividades rotineiras e os seus exercícios físicos. A prevenção da canelite é feita, em grande parte dos casos, por meio de exercícios físicos de alongamentos, sapatos adequados e cuidados ao correr e fazer atividades de grande impacto. Confira abaixo como isso é feito.

Calçados adequados

Assim como há sapatos para joanetes, há sapatos adequados para a anatomia do seu pé — seja ele chato ou pronado. Os calçados certos para o seu pé, como produtos de qualidade e confortáveis, atuam na correção de pisadas inadequadas. Além disso, são os responsáveis por amortecer os impactos do corpo. Isso alivia a sobrecarga que a canela recebe e evita tanto a canelite quanto às lesões.

Além do calçado correto, as palmilhas fazem a diferença. Os modelos ortopédicos, por exemplo, se adaptam à anatomia do seu pé e evitam as sobrecargas. Isso acontece porque ela consegue distribuir melhor a pressão no momento da pisada e reduz os desconfortos.

Esses produtos, tanto a palmilha quanto os calçados, devem ser usados diariamente, pois eles são capazes de evitar a incidência da canelite. Porém, se você não tem esse costume, eles também podem aliviar os sintomas dessa inflamação, principalmente porque são mais confortáveis e reduzem os impactos.

Algumas pessoas têm mais dificuldade em encontrar esses tipos de calçados, mas você pode comprar sapatos pela internet, desde que a loja seja de confiança e que ofereça todas as proteções, como a preservação dos seus dados, a garantia de troca e devoluções e os sistemas de blindagem do site.

A Doctor Shoes oferece um site é seguro, protegido e conta com políticas de privacidade. Por isso, você pode comprar os seus sapatos sem se preocupar.

Aquecimentos e alongamentos

Aquecer e alongar o seu corpo antes dos exercícios não é perda de tempo e muito menos frescura. Algumas pessoas pulam essa etapa inicial por acharem que não faz muita diferença e que a própria atividade consegue fazer o aquecimento. Porém, não é bem assim que funciona.

Os nossos músculos são como elásticos e apesar de serem flexíveis, eles tendem a encurtar se ficamos muito tempo parados. Os alongamentos e o aquecimento “acordam” os seus músculos e tecidos, fazendo com que os músculos voltem ao seu tamanho normal e se mantenham relaxados, pois antes dos exercícios eles podem estar em estados de contração.

Por aquecer e ampliar os movimentos, os alongamentos previnem as lesões, as inflamações e as dores nos pés e nas pernas após as atividades. Por isso é comum os especialistas recomendarem a não se exercitar com “o corpo frio”.

Evitar exageros

Tudo em excesso é prejudicial, até mesmo as atividades físicas. Portanto, é importante reconhecer os seus limites, ter profissionais para auxiliar nos treinos e nunca querer ir além do ritmo do seu corpo.

A resistência dos atletas é resultado de treinos constantes e de muitos anos, portanto, tudo deve ser feito no seu tempo. Se você começar a sentir dores e desgastes excessivo em determinado tempo de atividade, ou em quilometragem da corrida, respeite o seu corpo.

A canelite não é necessariamente uma lesão, mas sim uma inflamação que causa dores intensas. Quando não tratada, pode evoluir para outras síndromes e até mesmo fraturas. Portanto, olhe mais para os seus pés e para as suas pernas, para prevenir esses problemas tão incômodos. Invista em calçados de qualidade e tome cuidado com os seus movimentos, tanto em atividades diárias quanto nos exercícios físicos.

Agora que já sabe o que é canelite, suas causas e os tratamentos, aproveite para assinar a nossa newsletter e receber dicas e novidades para cuidar da sua saúde.

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140