Como descobrir se tenho pisada torta e como tratar? - Blog Meu Pé de Conforto

Como descobrir se tenho pisada torta e como tratar?

Postado em 04/11/2019

Na maior parte do tempo, não nos damos conta da forma como nossos pés tocam o chão, afinal é um movimento automático. Por isso, muitas pessoas sequer desconfiam que têm pisada torta, ou seja, um desvio articular que impacta diretamente na forma como os pés se movem em relação ao solo. 

Parece simples, porém, quando a pisada torta não é corrigida, pode haver uma série de transtornos para o portador. Impactos negativos em caminhadas, na prática de exercícios e na qualidade de vida são alguns dos exemplos. 

E você, já reparou se tem pisada torta ou não sabe como identificar? Continue a leitura deste artigo para ver de que forma descobrir se pisa torto, os riscos do problema e como tratá-lo! 

O que é a pisada torta?

A pisada torta se trata de um desvio no eixo do calcanhar em relação aos ossos da perna. Assim, o problema é caracterizado pela formação de um ângulo inadequado, resultando na alteração da pisada. 

São dois os tipos de pisada torta: pronada e supinada. A pronada é um desvio da articulação e tem rotação medial. Isso faz com que o pé se incline para a parte de dentro e a área tenha maior contato com chão.  

Já a pisada supinada é o contrário. Trata-se de um desvio cuja rotação se dá lateralmente, fazendo com que o pé fique virado para o lado de fora e aumentando o contato com o chão. 

Como descobrir se tenho o problema?

O primeiro passo para identificar se você pisa torto ou não é observar a sola dos sapatos. O desvio na articulação altera a forma como o pé toca o chão, logo fará com que o solado se desgaste de forma específica. 

Powered by Rock Convert

Portanto, se a sola estiver mais gasta do lado de dentro ou de fora do pé, provavelmente você apresenta o problema. Então, é hora de procurar um ortopedista, que fará a avaliação necessária para diagnosticar a condição e indicar um tratamento caso seja preciso. 

Quais são os riscos envolvidos?

A pisada torta gera um desequilíbrio na forma como o peso é distribuído ao caminhar e correr. Isso pode desencadear processos inflamatórios e degenerativos na estrutura músculo-esquelética.

Como consequência, mais do que sentir dor nos pés ao caminhar, você pode ter incômodos no joelho, no quadril e até na coluna vertebral. A pele dos pés também sofre com as consequências, apresentando calos e bolhas.  

De que formas tratar essa condição? 

Depois que os exames constatarem que você tem pisada torta, é preciso identificar qual é o seu tipo (pronada ou supinada). Após isso, certamente o médico vai indicar o tratamento com sapatos específicos. 

A escolha do tipo de calçado deve priorizar o equilíbrio nos desvios, a proteção do pé e o conforto. Em alguns casos, a troca por uma palmilha adequada já é o suficiente para minimizar o problema.

Paralelamente a isso, deve ser desenvolvido um trabalho de correção da pisada, além de terapias específicas para as estruturas que envolvem os movimentos dos pés. Por fim, exercícios de fortalecimento, flexibilidade e equilíbrio precisam fazer parte da rotina de quem apresenta o problema. 

E aí, o que você achou de saber mais sobre a pisada torta? Conseguiu identificar se tem o problema? Em caso de dúvidas, procure sempre um profissional para orientar quanto à sua pisada e ao tipo de calçado ideal. 

Se você gostou deste conteúdo e quer que mais pessoas tenham acesso às informações acima, compartilhe-o em suas redes sociais agora mesmo!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140