Descubra o que é a psoríase no pé e como essa doença de pele acontece - Meu Pé de Conforto

Descubra o que é a psoríase no pé e como essa doença de pele acontece

Postado em 03/06/2021

Você sabe o que é psoríase? Se você já ouviu sobre essa doença, é possível que tenha surgido a dúvida de como e onde ela se manifesta. Um dos pontos de atenção é o desenvolvimento da psoríase no pé, que pode passar despercebida para muita gente ao ser confundida com uma micose. Por isso, é importante conhecer essa doença, seus sintomas e saber quando procurar um especialista para tratar.

Assim, se você não sabe detalhes sobre a psoríase no pé, nem como ela se manifesta, leia este artigo até o final.

O que é psoríase?

Primeiramente, falar sobre a psoríase é fundamental. A psoríase é uma doença de pele autoimune, na qual o próprio sistema de defesa bombardeia as células dermatológicas, o que gera lesões e inflamações na pele. É uma doença não contagiosa e que não tem cura.

A psoríase ataca, de maneira mais comum, os braços e pernas, mas, em alguns casos, os pés se tornam os principais pontos de lesão.

Psoríase no pé: o que é e quais os sintomas?

A psoríase no pé é uma das variações da doença. Ela mantém, nesse caso, as características de ser não contagiosa, autoimune e inflamatória. De maneira geral, traz manchas vermelhas e irritadas nas palmas das mãos e nos pés.

É preciso deixar claro que existem diferentes tipos de psoríase que podem se manifestar na região, gerando, assim, sintomas variados. Conhecê-los facilita a identificação correta da psoríase que pode ter surgido nos pés. Confira, abaixo quais são elas.

Psoríase artropática

Sem mandar muitos sinais, a doença se manifesta por meio de manchas avermelhadas, acompanhadas de dores nas pontas dos dedos dos pés e das mãos. No entanto, elas podem aparecer até mesmo no joelho. 

Psoríase palmo-plantar

Em forma de fissuras, as lesões surgem nas palmas das mãos e solas dos pés, dificultando a realização de tarefas como calçar sapatos e andar. 

Psoríase postulosa

As lesões surgem com aparecimento de pus nos pés e nas mãos, e podem se espalhar pelo corpo.

Existem outros tipos de psoríase que, em alguns casos, também pode se manifestar com sintomas nos pés. Por isso, é importante ter o diagnóstico correto do seu caso para o tratamento.

Causas da psoríase

Ainda não se conhece exatamente a causa da psoríase, mas é sabido está ligada a fatores imunológicos e/ou genéticos. No entanto, alguns hábitos e situações podem ser gatilhos para crises e aparecimento de lesões. Conheça os principais:

  • infecções gerais;
  • estresse;
  • crises de ansiedade;
  • banhos quentes;
  • consumo excessivo de bebida alcoólica;
  • tabagismo;
  • uso de produtos químicos de limpeza;
  • atrito.

Esses fatores de risco podem desencadear grandes crises de psoríase nos pés, por isso, tenha atenção ao aparecimento dos sintomas.

Psoríase no pé x micose

Muitas vezes, a psoríase no pé pode ser confundida com uma micose, porque um tipo de psoríase faz com que as unhas fiquem com um aspecto menos saudável. A diferença, nesse caso, é que a psoríase ungueal faz com que as unhas cresçam de forma desenfreada, descamando e mudando de cor, podendo até cair. Por isso, é importante analisar bem as lesões e consultar um dermatologista.

Como tratar a psoríase no pé

Apesar de ser uma doença que não tem cura, você pode aliviar os sintomas e até mesmo evitar o aparecimento de lesões, seguindo alguns cuidados de tratamento. 

Os pés têm tendência ao ressecamento, o que aumenta a probabilidade de aparecerem lesões. Por isso, os cuidados envolvem bastante hidratação da pele. Sendo assim, tome as seguintes precauções:

  • hidrate a pele diariamente, principalmente em dias com temperatura mais baixas;
  • tome banhos menos duradouros e com temperaturas menos quentes; 
  • mantenha uma alimentação equilibrada;
  • evite fatores de risco, como álcool e tabaco; 
  • evite cosméticos com parabenos, álcool e alumínio;
  • tome banhos de sol para receber mais vitamina D;
  • evite estresses e gatilhos para ansiedade; se possível, procure ajuda psicológica.

Infelizmente, não há como prever crises e aparecimento das lesões, nem prevenir a doença, mas você pode evitar que as crises sejam mais fortes. Em casos mais graves, os tratamentos são realizados com procedimentos de remoção de escamas da pele, além de medicamentos, como corticoides.

Em alguns casos, o uso de vaselina e pomadas com ativos calmantes pode ajudar bastante a aliviar as coceiras e irritações. Mas essas indicações devem ser feitas por um médico especializado, pois o uso de um medicamento não ideal pode aumentar as lesões.

É fundamental que a doença seja diagnosticada precocemente, pois, por ser inflamatória, pode contribuir para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares, como AVC. Então, é essencial procurar um médico assim que os sintomas começarem a aparecer.

Vale ressaltar que a psoríase no pé não é contagiosa, ou seja, você não precisa se preocupar em contaminar sua família ou amigos.

Psoríase e COVID-19

Em um momento delicado como o que estamos vivendo, podem surgir dúvidas sobre fator de risco para COVID-19. Pessoas com doença autoimune devem redobrar os cuidados na prevenção ao novo vírus.

Além disso, o isolamento social e as notícias sobre mortes por conta do coronavírus podem gerar crises de ansiedade e estresse. Para os pacientes com psoríase, esse fator pode ser ainda mais forte. Por isso, a ajuda psicológica é essencial, principalmente nesse período.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia lançou um guia prático de manejo da COVID-19 em pacientes com psoríase. Confira aqui o manual e entenda mais sobre o assunto.

Agora que você já sabe tudo sobre psoríase no pé, é hora de consultar um profissional para o diagnóstico correto da doença. A psoríase, apesar de não ter cura, como já falamos, se diagnosticada precocemente pode não ser um fator que atrapalhe a sua vida ou gere complicações. Aproveite para conhecer mais sobre micose das unhas, que é mais comum do que você pode imaginar e aprenda a identificar e tratar. Em dias de crise, então, é difícil realizar tarefas simples do dia a dia, especialmente caminhar. Por isso, um calçado confortável e recomendado por médicos ortopedistas é essencial.

Quer acompanhar de perto as novidades e lançamentos da Doctor Shoes? Siga-nos nas redes sociais e fique por dentro de tudo em primeira mão. Estamos no Facebook e Instagram!

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140