11 dicas de como escolher sapatos confortáveis - Blog Meu Pé de Conforto

11 dicas de como escolher sapatos confortáveis

Postado em 24/01/2017

Se existe uma coisa que pode deixar muita gente incomodada é usar um calçado desconfortável. Por isso, preparamos este artigo com algumas dicas para ajudar você a escolher sapatos confortáveis e a não se arrepender depois da compra.

Afinal, experimentar um modelo na loja não é suficiente: com apenas alguns minutos para avaliar, é difícil saber se ele trará desconforto no dia a dia. Durante a semana, os nossos pés estão expostos a situações variadas — como diferentes terrenos e momentos de esforço —, e só o uso constante revela problemas com os calçados.

Continue lendo este artigo e confira quais fatores você deve observar para comprar o sapato ideal para os seus pés. Aqui, você também verá quais problemas podem aparecer por escolher modelos inadequados. Confira!

O que considerar na hora de escolher seus sapatos?

Separamos neste tópico uma lista dos principais detalhes a analisar na hora de escolher o seu sapato. Confira!

1. Compre o tamanho adequado

É claro que a intenção é sempre procurar pelo sapato o mais adequado possível. No entanto, não é incomum pensar que comprar um modelo de número maior ou menor não faz tanta diferença. Não se engane: escolher um tamanho que não é compatível com o seu pode trazer consequências.

O que acontece é que há grandes chances desse calçado acabar machucando o seu pé e, nessa altura, você terá que lidar com o desperdício de dinheiro. Mesmo que exista a ideia comum de que o sapato menor pode lacear, isso não é garantido. Então, procure sempre comprar o número adequado para você.

2. Analise o seu tipo de pisada

É muito importante descobrir a anatomia do seu pé e como você pisa. Os pés que têm algum tipo de desvio podem ser chamados de pronos ou de supinos. Quando o apoio do peso é maior na lateral externa, ele é caracterizado como pronado. Se o lado é mais plano, e o apoio é maior nessa região, ele é considerado supinado.

Para descobrir o seu tipo de pisada, você pode olhar a sola do seu sapato e observar qual lado está mais gasto. Essa será a região na qual o peso do seu corpo tem mais apoio na hora de pisar — assim, ela indicará o tipo de desvio.

Se não houver desgaste significativo em nenhuma parte específica da sola do seu calçado, isso significa que sua pisada é neutra. Com essas informações, você saberá como escolher sapatos confortáveis e compatíveis com os seus pés.

3. Pense na finalidade do calçado

É muito diferente escolher um sapato para ir ao trabalho e outro para ocasiões informais ou para usar no dia a dia — vários fatores devem ser observados. Podemos dizer, por exemplo, que quem passa a maior parte do dia sentado pode ir trabalhar com um calçado de salto mais elevado.

Porém, se for o contrário, procure um calçado que aumente a sua superfície de contato com o chão, para ter mais equilíbrio, e que seja mais baixo — cerca de 5 cm é o ideal. Se, no seu local de trabalho, há exigência do uso de salto, os modelos anabela e plataforma são boas opções.

4. Valorize o amortecimento

O amortecimento não é exclusivo dos tênis; qualquer material que possa melhorar o impacto dos pés com o chão pode ser considerado um amortecedor. Assim, procure sempre por sapatos que sejam acolchoados na parte da frente — é ali que os pés exercem maior pressão e suportam grande parte da carga do corpo.

5. Prefira flexibilidade

Normalmente, os materiais sintéticos são mais rígidos e não permitem uma boa mobilidade dos pés. Eles podem até mesmo causar os indesejáveis calos ou formar bolhas. Nesse caso, o mais aconselhável é dar preferência aos calçados de couro natural, que são mais maleáveis e cedem um pouco, adaptando-se ao formato dos pés.

6. Observe a qualidade dos materiais

Nesse caso, a qualidade não só ajudará na durabilidade do produto como também fará toda a diferença em relação ao conforto que ele proporcionará em seu pé. Claro que sempre desejamos economizar o máximo possível, mas, às vezes, o barato pode sair caro. Por isso, destacamos a importância de prestar atenção na qualidade dos sapatos escolhidos.

Procure por materiais originais e preste atenção na sola, já que é fundamental que ela tenha um acabamento extra, assim se tem mais resistência na hora do uso. Saiba que, além de calçados feitos de couro, os de nobuck podem ser bastante aconchegantes, visto que deixam o pé transpirar e costumam durar mais.

7. Tenha atenção ao bico do calçado

Muito cuidado com sapatos que têm a parte da frente muito estreita — principalmente se você precisa passar muito tempo em pé. Esse formato aperta os dedos e prejudica a oxigenação dos tecidos.

Esse tipo de calçado também pode causar problemas na transmissão nervosa por pressionar as terminações. Isso costuma provocar formigamento e parestesia nos pés, além de causar dores para que tem joanetes.

8. Tenha atenção ao apoio do calcanhar

Para melhor segurança na hora da caminhada, é fundamental escolher modelos em que a parte traseira tenha esse suporte. Não é necessário ser exatamente um salto, apenas uma elevação já é o bastante para que o calcanhar tenha mais estabilidade e se mantenha adequado.

Powered by Rock Convert

9. Veja o formato do pé

Graças à grande mistura que caracteriza a genética brasileira, os pés podem ser de formas variadas. Alguns são mais largos, outros mais estreitos; uns têm dedos mais longos, outros, mais curtos — e assim por diante.

Na hora de escolher o sapato, certifique-se de que o calçado esteja bem ajustado ao seu pé, sem apertar. Fique em pé e caminhe pela loja usando os dois pés do calçado, já que essa é uma das melhores formas de escolher modelos confortáveis.

10. Teste os calçados no fim do dia

Caso a compra não seja online e você possa experimentar o sapato pessoalmente, a dica aqui é aproveitar para fazer isso no fim do dia: esse é momento em que o pé está inchado. Logo, trata-se da melhor forma de saber se o tamanho é adequado e se o modelo é confortável o suficiente para, mesmo nesse período, não causar nenhum tipo de incômodo.

11. Repare o custo-benefício

Isso é o que falamos no tópico anterior sobre o barato sair caro. Muitas vezes, queremos economizar e escolhemos um modelo bonito, porém, que não traz nenhum conforto e que é feito de materiais de menor qualidade.

Em um primeiro momento, pode até ser uma boa compra, já que você economizou. Mas, em longo prazo, você provavelmente terá dores e até desenvolverá bolhas porque escolheu um sapato ruim. Além disso, o calçado pode não durar o suficiente, obrigando você a ter que trocá-lo e gastar o dobro.

Para evitar esse tipo de prejuízo, destacamos a importância de analisar se o custo vale o produto que você pretende adquirir.

Quais são os problemas causados por sapatos inadequados?

Como vimos, diversas características de seus pés e também dos calçados devem ser consideradas para saber como escolher sapatos confortáveis. É muito importante ter tudo isso em mente, pois escolher um modelo inadequado pode trazer prejuízos.

Veja a seguir alguns problemas que sapatos inapropriados podem causar para os seus pés!

Dores

Os sapatos inadequados podem causar diferentes dores nos pés, já que eles forçam as articulações e, em muitos casos, não se adaptam à pisada. No entanto, a dor pode se manifestar nos pés, nos tornozelos, nos joelhos, no quadril e até na coluna — já que existe necessidade do corpo compensar o equilíbrio.

Deformações

Quando o sapato não se adéqua aos seus pés, ele força a anatomia dele. Por isso, com o tempo, os pés serão forçados a assumir um novo formato para adequar-se ao calçado — o que pode fazer com que eles fiquem deformados. O joanete é um dos problemas que podem se manifestar.

Calos e bolhas

Sapatos mal escolhidos também “pegam” em várias áreas dos pés. O contato excessivo gera atrito e fere a pele, causando bolhas. Os calos também podem se formar, deixando a pele mais espessa e dolorida.

Artrose e artrite

Esses problemas tendem a se manifestar quando a pessoa já tem uma idade mais avançada em função do desgaste natural das articulações. No entanto, o uso de sapatos apertados força as articulações dos pés e isso gera condições ideais para a aceleração da artrose e da artrite.

Contusões frequentes

O ideal é que o calçado se adéque à sua pisada para dar estabilidade nos passos. Quando ele é mal escolhido, o risco de contusões é maior, porque os pés não se mantêm bem firmes no chão, e os passos ficam mais instáveis.

Fascite plantar

O uso dos sapatos errados também pode provocar a fascite plantar. Essa condição é uma inflamação bastante dolorosa que afeta os tecidos que fazem a ligação entre os dedos e o calcanhar.

Problemas nas unhas

Se você não souber como escolher sapatos confortáveis, terá problemas também em suas unhas. Afinal, os sapatos apertados forçam a ponta dos dedos, causando o escurecimento das unhas — que podem, inclusive, cair por causa do atrito excessivo.

Por isso, evite comprar sapatos que não sejam ideais para você e que não atendam às suas necessidades. Lembre-se de que esses problemas também se refletem em sua postura e podem causar dores em outras partes do corpo e até lesões.

Ao longo deste texto, falamos das principais consequências de não escolher um sapato adequado e confortável, como dores, problemas nas unhas e até o aparecimento da fascite, uma inflamação bastante dolorosa no pé. Além disso, você acompanhou algumas dicas importantes do que observar para fazer a melhor aquisição.

Agora, você já sabe como escolher sapatos confortáveis! Então, suas chances de acertar na compra são maiores. Opte por lojas especializadas como a Doctor Shoes para desfrutar de qualidade e de estilo: assim, você terá um produto bem-feito e tecnológico, que alia elegância e conforto. Seus pés agradecerão esse cuidado!

Caso esteja procurando por modelos de calçados, não esqueça de dar uma olhada nos sapatos oferecidos pela gente! Confira os modelos da Doctor Shoes em nosso site.

Powered by Rock Convert

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140