Conheça as 7 doenças mais comuns nos pés - Blog Meu Pé de Conforto

Conheça as 7 doenças mais comuns nos pés

Postado em 08/02/2019

Na correria, acabamos nos esquecendo de cuidar da saúde de uma parte tão importante do nosso corpo: os pés. Com isso, corremos o risco de gerar problemas nos dedos, calcanhares e em outras partes. Entre as doenças nos pés mais comuns estão: os joanetes, frieiras, entre outras que surgem, por exemplo, pelo uso de calçados inadequados.

Ao deixar de usar sapatos confortáveis, de ir ao médico quando surge algum problema aparente e não escolher produtos de qualidade para usar, acabamos por negligenciar a saúde e conforto dos nossos pés. Para ajudar você a mudar de hábitos e cuidar melhor dos pés, conheça as doenças mais comuns e como se prevenir.

1. Joanetes

Caracterizado por uma deformação óssea que acontece na base do dedão do pé, o joanete surge devido ao crescimento da articulação, que se projeta para fora, enquanto a pele sobre o joanete fica vermelha, sensível, inchada e dolorida. O uso de sapatos inadequados é um dos principais fatores de risco.

A melhor forma de prevenção é utilizar sapatos adequados e evitar aqueles que são apertados, que podem incomodar e causar problemas. Apenas em casos mais graves, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica. No entanto, é muito importante consultar um médico para avaliação e tratamento, pois, se não houver os cuidados necessários, o problema pode piorar e dificultar as caminhadas.

2. Espasmos e cãibra

Podem ser um indício de deficiência no corpo, associada à desidratação, insuficiência de oxigênio nos músculos, falta de nutrientes, eletrólitos e má circulação. A falta de alongamento e os esforços excessivos também podem causar espasmos e cãibras. Além disso, sapatos inadequados podem ser uma causa, principalmente para mulheres que gostam de usar salto alto.

A prevenção e o tratamento se baseiam, principalmente, em eliminar as causas. Isso é, escolher sapatos corretos, realizar exames, fazer alongamentos e outros — dependendo das circunstâncias.

3. Esporão

Ocorre quando o ligamento do calcanhar se calcifica. Pode gerar muita dor, semelhante a uma agulhada, geralmente quando a pessoa coloca o pé no chão. É causada, principalmente, pelo excesso de peso e pela falta de sapatos adequados para caminhadas ou prática de atividades físicas.

Seu tratamento consiste em utilizar palmilhas ortopédicas de silicone, realizar massagem nos pés, praticar alongamentos na área e fazer fisioterapia. Em alguns casos, pode ser realizada uma cirurgia para a remoção do esporão.

4. Fascite

É uma inflamação do tecido denominado fáscia plantar. Esse tecido cobre a musculatura da sola do pé, que vai desde o osso calcâneo até os dedos. Os principais sintomas são dor, rigidez e queimação no pé — seja pela manhã, após acordar, depois de muito tempo em pé, praticando atividades físicas e ao subir escadas.

Ocorre quando há uma tensão ou uso excessivo desse tecido. Tem como principais fatores de risco a idade avançada, obesidade, calçados inadequados, pés com anormalidades e outros. Para o tratamento, é necessário seguir algumas recomendações médicas a respeito de repouso, alongamentos e escolha dos sapatos. Além disso, pode ser necessário fazer fisioterapia e tomar medicamentos.

5. Pé de atleta

O pé de atleta é uma das doenças nos pés mais comuns na atualidade, sobretudo entre o público masculino. Popularmente chamada de frieira, trata-se de uma infecção que é causada por um fungo do gênero Tricophyton, que é o mesmo que causa as micoses. O uso de calçados meias e tênis úmidos é um dos fatores desencadeantes do problema.

Powered by Rock Convert

Além disso, uma pessoa infectada pode transmitir a doença para outras ou isso pode ocorrer em função do contato com superfícies contaminadas, como toalhas, sapatos e cortadores de unha não esterilizados. Por isso, é fundamental tomar certos cuidados, pois embora não seja algo usualmente grave, pode ser bastante incômodo.

Os sintomas mais comuns são rachaduras e descamações, sobretudo entre os dedos do pé ou em sua parte lateral. Também, é comum sentir coceira, sensação de queimação e pele avermelhada. O tratamento deve ser feito por um médico e inclui o uso de medicações, como antifúngicos e, se for o caso, de analgésicos.

6. Unha encravada

A unha encravada é um dos problemas mais doloridos e merece figurar entre qualquer lista das doenças nos pés. O termo técnico é onicocriptose e acontece quando a borda das unhas cresce e atinge outras estruturas dos dedos. Suas causas são muito variadas e incluem características anatômicas da pessoa, uso de calçados inadequados e assim por diante.

Quem caminha com frequência ou participa de corridas deve redobrar os cuidados, pois a dor pode ser severa e, eventualmente, incapacitante. É preciso também evitar o corte de unhas muito rente e optar por bordas retas, em vez de arredondadas. Desprender ou separar cutículas inadequadamente, também pode ocasionar essa situação.

O tratamento depende de casa caso e o seu médico de confiança poderá até ter que remover parte da unha. Se houver infecção, o uso de antibióticos será imprescindível, em concomitância com analgésicos e outras medicações. Não tente cortar as partes encravadas sozinho, pois isso só vai piorar o problema.

7. Rachaduras

Embora as rachaduras não sejam propriamente uma doença nos pés, trata-se de um sintoma importante, que pode revelar o surgimento de patologias potencialmente graves. Embora essa seja uma área muito comum de ser traumatizada e, com isso, eventualmente lesada, é preciso ter olhos atentos para o que o nosso corpo diz.

desidratação, por exemplo, pode estar presente, visto que a cútis tende a ficar mais quebradiça quando a pessoa não ingere níveis adequados de água e outros líquidos. Outro ponto, é que os pés podem sofrer sobrecargas, como excesso de peso, de calor ou de esforço. Se houver a presença de cortes, é melhor procurar ajuda médica.

Lembre-se também de utilizar calçados confortáveis e próprios para cada situação, especialmente se você for um desportista ou estiver fazendo corridas. Embora esses modelos possam ser um pouco mais caros, eles contam com a tecnologia ideal para que você pratique suas atividades com segurança.

Portanto, é essencial tomar alguns cuidados diários para evitar as doenças mais comuns nos pés. Sempre utilize sapatos confortáveis, produtos de qualidade e confiança. Só assim é possível se prevenir e evitar problemas futuros.

Agora, que você já conhece as principais patologias que afetam os pés, é hora de passar a ter mais cuidado com essa parte importante do corpo, para poder viver uma vida plena e com saúde.

Gostou de aprender um pouco mais sobre as doenças nos pés e as melhores maneiras de evitar esse tipo de problema? Quer receber outros conteúdos como esse em primeira mão? Então, que tal assinar a nossa newsletter?

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140