Conheça os problemas causados pelo tipo de pisada e como evitá-los - Blog Meu Pé de Conforto

Conheça os problemas causados pelo tipo de pisada e como evitá-los

Postado em 03/05/2018

Os nossos pés são a base do nosso corpo. Eles sustentam o peso, fazem com que fiquemos de pé e auxiliam a nossa locomoção. E os movimentos que os pés fazem são classificados em diferentes tipos de pisada.

De acordo com cada tipo, alguns efeitos podem ser sentidos em toda a sua estrutura física — seja na forma de dores musculares ou articulares, seja se manifestando em lesões mais graves. Por isso, conhecer o seu tipo de pisada é de suma importância para não comprometer a saúde do corpo e evitar dores.

Pensando nisso, explicaremos mais sobre o assunto e mostraremos alguns problemas comuns causados pelo tipo de pisada, ajudando você a evitá-los. Acompanhe!

Saiba quais são os diferentes tipos de pisada

O movimento que os pés fazem quando damos um passo são classificados em diferentes tipos de pisadas. Essa ação, de andar e caminhar, é fisiológica e acontece de forma espontânea, a fim de amortecer o peso e o impacto do corpo quando exercemos alguma atividade.

Por mais que cada pessoa pise de uma forma, existem três tipos básicos de pisadas que caracterizam grande parte da população, que são classificadas como supinada, pronada e neutra. Elas se diferem em relação à região em que o corpo descarrega o peso, gerando compensações. Entenda melhor cada pisada:

Pisada neutra

A neutra, em teoria, é considerada a correta. Nesse tipo, o pé apoia-se de maneira uniforme no solo e o arco do pé não mostra desvios rotacionais internos ou externos. Isso garante a distribuição homogênea do peso corporal e favorece a estabilidade ao caminhar, correr ou praticar outros exercícios físicos.

No entanto, quem possui essa pisada não está livre de lesões. Optar por um calçado com amortecimento leve é essencial para evitar dores e desconfortos.

Pisada pronada

A pisada pronada é caracterizada pelo movimento acentuado que o pé faz para dentro. Quem a apresenta geralmente possui o pé chato. Os chamados pronadores são os que possuem os pés com rotação em excesso para o lado interno, sendo o peso jogado em direção para a parte de dentro dos pés.

Nesse caso, é comum perceber desgastes na região interna da sola dos calçados. Além disso, a pronada é um dos tipos de pisada mais presentes entre a população, fazendo parte da vida de, aproximadamente, 50% das pessoas.

Pisada supinada

Você já ouviu falar no famoso pé cavo? É aqueles cujo o arco do pé é bastante acentuado. Nesse tipo, ocorre a rotação externa, ou seja, toda a carga corporal é jogada para a lateral “de fora” dos pés.

Nesse caso, a sola dos calçados costuma ser mais desgastada na lateral. Além disso, estima-se que apenas 5% da população apresente esse tipo de pisada.

Aprenda a identificar o seu tipo de pisada

Identificar qual é o seu tipo de pisada é essencial para evitar dores. Aliás, as pessoas que têm a pisada incorreta costumam apresentar dores nas articulações, como no tornozelo, quadril e joelho. Com o passar do tempo, essas dores podem evoluir para graves problemas de coluna, caso não sejam tratadas.

Para identificar qual é o seu tipo, o ideal é procurar por um médico ortopedista. Um  fisioterapeuta também pode fazer essa identificação, além de detectar possíveis desvios posturais.

No entanto, uma forma caseira de saber qual é o seu tipo de pisada é observar se há algum desgaste na sola do sapato. Se sim, notar de qual lado ele está. Além disso, você pode molhar a sola do pé e caminhar sobre uma folha de papel.

Powered by Rock Convert

Depois, é só observar no desenho formado o tipo de pisada. Se ela for neutra, as áreas molhadas serão uniformes. Se toda a área do papel ficar molhada, a sua pisada é pronada. Caso as mais molhadas forem as do calcanhar e da ponta do pé, a sua pisada é supinada.

Veja quais são os problemas causados por uma pisada irregular

Os problemas mais comuns causados por esses tipos de pisada não recaem apenas nos pés propriamente, mas também afetam os joelhos e músculos das pernas. Veja:

Problemas de quem tem pisada pronada

Quem tem a pisada pronada pode sofrer contusões e até fraturas graves nos ossos dos pés e pernas por conta do estresse ósseo que é causado pelo esforço excessivo que os pés fazem. É comum também a presença de dores na região interna dos joelhos e instabilidade nos tornozelos, devido à pisada plana.

Problemas de quem tem pisada supinada

Os supinadores tendem a ter dores na região das panturrilhas, devido à tensão excessiva nesses músculos. Além disso, também podem sofrer retração da fáscia plantar, que pode levar a inflamações e dores nos tecidos plantares. Por fim, desgastes nas cartilagens do joelho também podem estar presentes.

Problemas de quem tem pisada neutra

Já quem tem a pisada neutra corre menos riscos, ainda que esteja sujeito a esses mesmos tipos de lesões durante a prática de algumas atividades físicas, como a corrida.

Entenda o que fazer para evitá-los

Existem vários modelos de calçados e palmilhas destinados para cada tipo de pisada, visando diminuir esses problemas ou até mesmo corrigi-los.

As palmilhas sob medida, por exemplo, conseguem corrigir qualquer desvio de pisada. Isso porque cada palmilha é confeccionada com elevações na parte externa, para pisadas supinadas, ou externas, para pisadas pronadas. O uso de uma palmilha ortopédica também é de suma importância para eliminar dores dos pés, joelhos e tornozelos, prevenindo o aparecimento de outras doenças.

No caso de uma pessoa que tem um pé plano, ou seja, uma pisada neutra, a palmilha que tem um suporte no arco plantar é a mais indicada, pois auxilia o alinhamento entre o arco e o pé.

Quem costuma praticar exercício físico ou até mesmo fazer caminhadas diárias precisa reconhecer o tipo de pisada para comprar o calçado adequado. Essa medida evita vícios de postura, lesões nos músculos e até na coluna.

Veja alguns itens que podem auxiliar na saúde dos seus pés, todos de acordo com cada tipo de pisada.

Calçados e palmilhas para pisada neutra

Se você se enquadra aqui, saiba que não há a necessidade de grandes correções, já que o problema maior está na ocorrência de dores na sola dos pés. A variedade de tênis para esse caso é bem grande. Prefira os modelos que contam com amortecimento uniforme, que são os mais indicados.

Calçados e palmilhas para pisada pronada

Nesse caso, o foco é cuidar da resistência, ou seja, o tênis que compensa a pisada pronada deve ter um sistema de amortecimento para deixar o impacto da pisada mais leve e macio. Ele ajuda na estabilidade, oferecendo amortecimento na lateral externa (na região dos calcanhares) e também na parte plantar interna.

Calçados e palmilhas para pisada supinada

Por fim, se você se encontra aqui, o indicado é optar por calçados que têm amortecimento na região lateral externa, promovendo a absorção do impacto nessa área.

Colocando em prática ações preventivas e as orientações de um profissional, certamente você vai minimizar e até extinguir problemas causados por conta dos tipos de pisada. Lembre-se de consultar seu médico para obter maiores informações e escolher o modelo ideal de calçado e item ortopédico para o seu caso.

Agora que já aprendeu um pouco mais sobre os problemas comuns sobre os tipos de pisada, que tal saber quais as 5 coisas que você deve observar antes de comprar um sapato? Aprimore os seus conhecimentos e preserve a sua saúde!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140