Entenda o que é lordose e quais suas possíveis causas - Blog Meu Pé de Conforto

Entenda o que é lordose e quais suas possíveis causas

Postado em 11/02/2020

Se perguntarmos às pessoas o que é lordose, nem todas saberão responder ao certo. Porém, se falarmos a respeito de dor nas costas, dificilmente alguém dirá que nunca experimentou esse desconforto que, muitas vezes, é até mesmo limitante.

As dores na coluna, em muitos casos, estão relacionadas com a lordose e ocorrem em função de problemas nessa curvatura, alguns hábitos, postura inadequada, entre outros diversos fatores que causam sobrecarga na região.

Preparamos este artigo para falar um pouco sobre o assunto, explicando o que é a lordose, quais fatores podem provocá-la, quais são as opções de tratamento e ainda algumas dicas de como você pode evitar os desconfortos. Continue lendo!

O que é lordose?

A coluna vertebral dos seres humanos apresenta algumas curvaturas naturais, como a lordose. O desenvolvimento dela acontece logo após o nascimento, sendo localizada na região cervical (pescoço) e lombar (porção final da coluna, próxima aos glúteos).

Para entender o que é lordose, portanto, você precisa ter em mente de que não se trata de um problema ou uma doença, mas sim de uma característica da anatomia humana. Essa curvatura é muito importante, porque contribui com a distribuição de carga na coluna, minimizando os impactos na área.

No entanto, é muito comum que o termo lordose seja utilizado para se referir às dores que se manifestam nas costas, principalmente na região da lombar. Elas ocorrem em função de problemas que afetam a coluna, como desvios e inflamações, por causa da má postura, algumas atividades praticadas e até mesmo o tipo de sapato utilizado.

Existem duas condições que afetam a coluna e podem provocar lordose. Elas são alterações no grau dessa curvatura na região lombar, resultando em desvios de postura que desencadeiam a dor. Confira abaixo quais são.

Hipolordose

Essa alteração ocorre quando a curvatura lordótica é muito sutil e, em alguns casos, provoca até mesmo a retificação da coluna. Ou seja, as costas não têm a curva que deveriam e, muitas vezes, os glúteos podem ter um aspecto retraído.

Hiperlordose

É o caso contrário ao anterior. O indivíduo tem uma curvatura muito aumentada, incidindo em direção ao abdômen, para dentro do corpo. Essa curva é excessiva e pode deixar os glúteos mais salientes, também o abdômen.

Essas duas alterações na lordose podem comprometer as movimentações da coluna vertebral, principalmente na região afetada — onde, consequentemente, manifestam-se as dores.

Quais são as causas da lordose?

Conforme citamos, a lordose pode ser provocada por alterações na curvatura da coluna, deixando-a menor ou maior do que o ideal. No entanto, essa não é a única razão para as dores nas costas se manifestarem. Esse problema também pode estar relacionado a outros fatores, sendo:

Powered by Rock Convert
  • obesidade: o peso da gordura abdominal exige um esforço maior para a pessoa manter o equilíbrio, com tendência de jogar o corpo para trás, forçando a lombar;
  • acondroplasia: trata-se de um distúrbio que afeta o crescimento dos ossos, causando o nanismo desproporcional;
  • uso de sapato com salto: quando muito alto e utilizado constantemente, exige uma adequação da postura, que provoca sobrecarga na lombar;
  • cifose: é uma alteração na curvatura da coluna vertebral que provoca um aparente arredondamento maior do que o natural na parte superior das costas.

Outras possíveis causas da lordose são:

  • osteoporose;
  • discite;
  • espondilolistese;
  • traumas;
  • flacidez abdominal;
  • sedentarismo;
  • desgaste vertebral;
  • gravidez;
  • má postura;
  • exercícios mal orientados.

Por isso, alguns indivíduos apresentam maiores chances de desenvolver esse problema, seja em função dos fatores genéticos ou ambientais, seus hábitos e suas atividades.

Como a lordose é tratada?

Além de entender o que é lordose, é preciso que você saiba quais são os sintomas que ela manifesta para que possa procurar ajuda médica. O principal desconforto desencadeado por essa condição é a lombalgia, ou seja, a dor nas costas, em especial quando a coluna é esforçada, como ao ficar muito tempo sentado ou em pé e carregar objetos pesados.

O indivíduo também poderá perceber a sensação de formigamento (parestesia) em diversas regiões do corpo. Ainda, dependendo do comprometimento da coluna, poderá ter os seus movimentos dificultados. Sendo assim, é fundamental procurar ajuda médica, uma vez que esse problema pode se agravar com o tempo.

Felizmente, é possível tratar a lordose e, de um modo geral, as medidas adotadas são conservadoras. O intuito é evitar que o problema progrida, aliviar os sintomas e recuperar os movimentos e as funções da coluna. Para isso, o médico considera:

  • as características do paciente;
  • a intensidade e o padrão da curvatura;
  • se há ou não uma deformidade;
  • os fatores causadores do problema;
  • outros aspectos.

Essa medida é fundamental para definir as intervenções mais adequadas em cada caso. Algumas opções de terapia são:

  • sessões de fisioterapia;
  • RPG (Reeducação Postural Globalizada);
  • exercícios de alongamento;
  • fortalecimento da musculatura;
  • uso de coletes ortopédicos ou órteses;
  • medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e relaxantes musculares.

Além disso, indivíduos que tenham outras condições que levaram à lordose, como a osteoporose ou a obesidade, precisam tratar especificamente esses problemas. E, ainda, é fundamental fazer uma avaliação dos hábitos, como a postura adotada e os tipos de calçado utilizados, para também corrigir esses comportamentos.

Existe outra opção de procedimento, o cirúrgico, recomendado para promover a estabilização da coluna vertebral. No entanto, esse tipo de terapia é adotado em casos muito especiais e somente para indivíduos adultos.

É possível evitar a lordose?

Você viu que muitas vezes as manifestações dolorosas estão relacionadas aos nossos próprios hábitos e comportamentos. Assim, as ações e decisões em nosso dia a dia fazem toda a diferença para evitar desconfortos. É possível prevenir esse problema com algumas medidas muito simples, como:

  • usar sapatos confortáveis;
  • preferir modelos de calçados ortopédicos;
  • evitar ficar muito tempo na mesma posição;
  • adotar uma boa postura ao se sentar ou caminhar;
  • manter o peso corporal saudável;
  • praticar exercícios físicos regularmente;
  • fortalecer os músculos abdominais e das costas.

Agora que você já sabe o que é lordose e as causas dela, procure evitar aquilo que desencadeia esse problema ao adotar hábitos saudáveis e se preocupar com o seu conforto e sua saúde. Afinal, suas decisões interferem diretamente em sua qualidade de vida, por isso, prefira sempre o que ajuda a manter o corpo saudável.

Os produtos ortopédicos são grandes aliados para evitar lordose e problemas similares. Confira aqueles mais utilizados e os benefícios que eles proporcionam!

Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140