Está com muita dor no nervo ciático? Veja como aliviá-la - Blog Meu Pé de Conforto

Está com muita dor no nervo ciático? Veja como aliviá-la

Postado em 02/08/2021

A dor do nervo ciático é conhecida como uma das mais intensas e desagradáveis de todas. Com isso, prejudica a produtividade do paciente afetado, alterando a sua rotina e trazendo efeitos negativos à sua qualidade de vida. Mas, e você? Sofre com esse problema?

Se você faz parte do grupo que sofre com a dor do nervo ciático, este artigo vai ajudá-lo(a) bastante! O nosso objetivo é trazer algumas dicas para fazer com que lidar com esse problema seja uma tarefa muito mais fácil. No entanto, já ressaltamos: é importante seguir direitinho as orientações médicas, ok?

Agora, vamos às dicas! Aproveite, também, para entender um pouco melhor a natureza dessa dor e se informar mais sobre o próprio problema. Esperamos que goste. Boa leitura!

O que é o nervo ciático?

É, nada mais, nada menos, do que o maior nervo do corpo humano. É isso mesmo! Ele se inicia em nossa coluna vertebral e se ramifica, como um galho de árvore, para a região das pernas, chegando até a sola dos pés. Normalmente, a dor mais forte é sentida na região dos glúteos (bumbum) e próxima às coxas. Apesar disso, pessoas diferentes relatam sensações distintas.

Quais são as causas da dor nessa região?

As causas para esse problema são muito variadas. Elas podem incluir:

  • postura inadequada;
  • sobrepeso;
  • falta de exercícios físicos (e pessoas que, consequentemente, ficam muito tempo sentadas);
  • presença de problemas na coluna, como a hérnia de disco;
  • inflamações e infecções;
  • doenças crônicas, como a diabetes;
  • e outras.

De modo geral, a dor está associada à inflamação ou à compressão do nervo. Por isso, tumores e outras ocorrências também podem ser causas do desconforto. Isso mostra a importância de um check-up completo para definir a origem.

Quais são os sinais de dor no nervo ciático?

Alguns dos principais sintomas relacionados a essa inflamação são:

  • dor nas costas, que acaba se espalhando para as pernas ou o bumbum;
  • queimação nas regiões mencionadas acima;
  • fraqueza na perna acometida pela dor;
  • sensações de arrepio ou “choquinhos” nas áreas afetadas;
  • formigamentos, especialmente nas pernas;
  • dor ao sentar ou andar, mas que se torna mais leve ao deitar.

Lembrando que esses sintomas podem estar relacionados, também, a outros problemas que afetam os nervos ou a coluna. Por isso, é essencial que você passe por uma consulta com um médico para fechar um diagnóstico.

Como aliviar a dor do nervo ciático?

Agora, veremos as dicas para que a sua dor não se torne incapacitante e você possa ter mais qualidade de vida. Vamos lá?

Use as medicações adequadamente

O seu médico prescreverá uma série de medicamentos, tanto para o alívio da dor quanto para a redução da inflamação. Para que o tratamento seja bem sucedido, é fundamental que você siga essas recomendações à risca, não pulando horários e nem mexendo na dose recomendada.

Outras técnicas que podem funcionar bem é a suplementação de alguns tipos de vitamina. No entanto, não pratique a automedicação — cuide de seu corpo para evitar que novas crises aconteçam!

Faça massagens na região

As massagens são excelentes para ajudar no controle de inúmeras dores e, claro, com a dor do nervo ciático isso não é diferente. Experimente utilizar algum tipo de óleo para realizar movimentos leves sobre a área afetada.

Essa técnica é muito útil, pois ajuda no aumento do fluxo da circulação sanguínea, ou seja, relaxa as estruturas afetadas e diminui a inflamação. No entanto, cuidado com a pressão aplicada: você pode acabar piorando o grau da dor, caso não faça movimentos delicados.

Utilize pomadas anti-inflamatórias

O uso de pomadas com ação anti-inflamatória também pode ser uma boa pedida para quem sofre com a dor. Esse tipo de remédio age direto na área do problema, fazendo com que o alívio venha, muitas vezes, de forma rápida.

Ao aplicá-la, faça também uma leve massagem para otimizar a absorção do produto pela pele. Assim, os resultados serão ainda mais eficientes!

Faça exercícios de alongamento

Os alongamentos são excelentes para aliviar a dor do nervo ciático. Em alguns casos, o alívio é instantâneo! Ainda assim, a dica é: não exagere, pois você pode lesionar ainda mais a estrutura. Pegue leve!

Um bom exercício é se deitar de costas (pode ser na cama, sem problemas). Essa posição, por si só, já alivia a pressão do nervo. Depois, abrace suas pernas, uma de cada vez, levando o joelho em direção ao seu rosto. Segure a posição por alguns segundos, solte, troque de perna e refaça o processo.

Use compressas

Que tal utilizar a boa e velha técnica de aplicar uma certa temperatura sobre a área dolorida? Isso funciona muito bem! Contudo, caso você tenha dúvida sobre qual compressa usar, não tem erro: opte, nesse caso, pela quente.

O objetivo aqui é relaxar a sua musculatura e fazer com que mais sangue chegue à região, oxigenando os tecidos e aliviando a dor. Não há contraindicações para a aplicação da compressa.

Faça sessões de fisioterapia

A fisioterapia é uma técnica indispensável para quem tem repetidas crises de dores no nervo ciático. Esse profissional dispõe de conhecimento para aplicar técnicas que ajudam não só no alívio da dor, mas também na prevenção de novas crises.

Em casos mais graves, o único modo de solucionar o problema é, realmente, realizando uma cirurgia. Mas não se preocupe! Confie sempre nos profissionais da saúde envolvidos e, se for necessário, realize o procedimento — a sua qualidade de vida agradece.

Como prevenir as dores no dia a dia?

Passou a crise? Então, é hora de prevenir que outras venham a seguir!

A principal dica é trabalhar no fortalecimento da região. Isso é feito tanto com a fisioterapia como com outras terapias, como é o caso do pilates. Nas sessões, o fisioterapeuta responsável trabalhará as cadeias musculares a fim de torná-las mais aptas a “proteger” o nervo afetado.

Outra dica é manter uma rotina saudável, ou seja, com uma movimentação frequente. No entanto, não há a necessidade de fazer exercícios puxados. Leves caminhadas já ajudam muito a manter o nervo sempre saudável.

Por fim, utilizar calçados anatômicos e confortáveis é outra prioridade para quem já teve uma crise de dor no nervo ciático. Sapatos inadequados podem gatilhar novos episódios, fazendo com que todo o desconforto volte rapidamente.

Agora que você já sabe como evitar e lidar com a dor do nervo ciático, não deixe de seguir as recomendações e, claro, buscar a ajuda de um médico qualificado para a prescrição do melhor tratamento para o seu caso. É possível ter uma vida livre do desconforto!

Conhece alguma outra dica infalível que não foi mencionada aqui no post? Então, compartilhe com a gente (e com os outros leitores!) nos comentários abaixo!

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140