POR QUE A UMIDADE É INIMIGA DOS PÉS? - Meu Pé de Conforto

POR QUE A UMIDADE É INIMIGA DOS PÉS?

Postado em 17/11/2016

A umidade nos pés pode ser bastante prejudicial à nossa saúde. Principalmente durante o verão, o cuidado com os pés deve ser redobrado para evitar os diversos problemas causados pelo excesso de umidade.

 

Conheça aqui alguns desses problemas e saiba contorná-los com medidas úteis e simples, que podem ser implementadas diariamente:

 

Surgimento de micoses

As micoses são infecções cutâneas fúngicas que podem ser transmitidas de diversas maneiras. Os fungos causadores das micoses sobrevivem e resistem nos pés, sobretudo, quando o ambiente torna-se propício para isso (alto calor e umidade). Mas como evitar as micoses?

Algumas dicas envolvem:

  • evitar andar descalço em pisos úmidos, principalmente em locais públicos;
  • evitar o compartilhamento de calçados, toalhas, alicates de unha, tesouras, lixas, chinelos, etc.;
  • evitar o uso de toalhas compartilhadas, úmidas ou mal lavadas;
  • enxugar bem os pés após o banho, principalmente os espaços entre os dedos;
  • evitar o contato por tempo prolongado dos pés com a água e sabão, de forma a minimizar a destruição das barreiras naturais da pele.

Mau cheiro

O odor dos pés, popularmente conhecido como chulé, ocorre devido à ação de bactérias sobre o suor ou excesso de umidade existente nos pés. Por isso, é muito importante tomar alguns cuidados para evitar o excesso de umidade e, consequentemente, o mau cheiro. Algumas medidas envolvem:

  • realizar higienização adequada dos pés, utilizando sabonetes comuns e hidratantes (cuidado: ao utilizar quaisquer produtos, é importante esperar a secagem total da pele);
  • evitar o uso repetido de um mesmo calçado;
  • evitar calçados de borracha, plástico ou materiais sintéticos que auxiliam a proliferação de bactérias.

Desconforto pelo atrito com calçado

Outro grande problema causado pelo excesso de umidade nos pés é o desconforto ao caminhar, causado pelo aumento do atrito dos pés com o calçado. Além do desconforto, o excesso de umidade pode provocar deslizes, tropeços e até acidentes ao caminhar.
Surgimento de bolhas

Devido ao maior atrito da pele molhada com os calçados, a transpiração excessiva dos pés pode também contribuir para o desenvolvimento de bolhas, que podem se tornar feridas bem doloridas e incômodas.
Outras dicas para evitar a umidade nos pés

Existem alguns cuidados gerais que podem ser tomados para evitar a umidade nos pés e, consequentemente, os problemas citados acima. Por isso, lembre-se sempre de:

  • evitar calçados fechados ou optar por calçados fechados com “respiros” (feitos de lona ou malha), que permitem maior ventilação;
  • após utilizar calçados fechados, colocá-los em ambiente arejado para secarem adequadamente;
  • dar preferência às meias de algodão, que absorvem melhor o calor e permitem a evaporação do suor;
  • utilizar talcos para amenizar a umidade (cuidado: sob grande umidade, o uso do talco pode ser prejudicial, pois muitas vezes é formada uma “pasta” que pode contribuir para a proliferação de bactérias);
  • retirar as palmilhas e colocá-las em ambientes arejados;
  • verificar seus pés diariamente para acompanhar se há sinais indicativos de contaminação fúngica (descamação na planta dos pés e entre os dedos, coceira, bolhas com líquidos, pele esbranquiçada, etc.);
  • utilizar, se necessário, cremes e sprays antissépticos ou antitranspirantes.

Há diversas maneiras para evitar a umidade nos pés e os problemas por ela causados. Assim, cuide da saúde de seus pés e siga caminhando de maneira ainda mais prazerosa!

Agora que você sabe como evitar a umidade nos pés, que tal aprender a combater o Pé de Atleta? Nos vemos no próximo post!

J.B.F INDÚSTRIA DE CALÇADOS EIRELI - CNPJ: 26.847.557/0001-56 - Rua Coronel Tamarindo, 2817 | Franca-SP | CEP: 14.405-140