Saiba porque nunca usar um sapato apertado

Postado por Mestiça 09/01/2017 0 Comentários Curiosidades,

 

evento pode ser maravilhoso, a roupa pode estar bonita, a comida pode ser ótima e a música, arrebatadora. No entanto, quem já esteve em uma situação como essas usando um calçado apertado sabe que todo o prazer do momento é ofuscado pela sensação de dor e desconforto.

 

Existem vários aspectos que podem tornar um calçado apertado muito inconveniente. Além disso, são muitos os prejuízos à saúde dos pés que podem ser causados por um sapato menor do que o necessário — na verdade, tais malefícios podem produzir reflexos no corpo todo.

 

Na hora de comprar um calçado, você se sente tentado a pegar aquele que ficou mais bonito, mas não tão confortável? Então confira agora as consequências de uma escolha errada:

 

 

Problemas causados por um calçado apertado

 

1. Dores

 

O primeiro sinal de que um calçado está apertado é o surgimento das dores. Seja porque ele pressiona e desgasta a pele — causando um ferimento — ou seja porque pressiona os ossos, esse é um alerta de que aquele sapato não tem o tamanho necessário para comportar seus pés com conforto.  

 

2. Bolhas

 

As bolhas são um mecanismo de defesa do corpo, pois o líquido sob a pele ferida ajuda a evitar infecções. Esse é um sinal de aviso muito importante que mostra como aquele sapato não está apropriado para o tamanho ou o formato dos seus pés.

 

3. Calos

 

Há pessoas que ignoram o alerta das bolhas e dão um jeitinho: cobrem o local com um curativo e continuam a usar o sapato. O corpo, então, cria outra forma de adaptação: o calo. Embora ele não seja grave, incomoda bastante e compromete a estética dos pés.

 

4. Unhas encravadas

 

Calçados apertados e de bico fino favorecem a incidência de unhas encravadas. Ao escolher um sapato, é sempre importante verificar se há espaço entre os dedos. Se for necessário, prefira levar um número maior.

 

5. Joanetes

 

Devido ao uso constante de sapatos inadequados, os ossos dos pés podem ficar deformados. Entre as deformações mais conhecidas estão os joanetes, que causam muita dor, deixam os pés realmente feios e necessitam de cirurgia para remoção da deformidade.

 

6. Artrite

 

Por exercerem uma pressão inadequada, sapatos apertados aumentam o risco de artrites nas articulações dos pés.

 

7. Problemas na coluna e nos joelhos

 

Quando um calçado comprime os pés e provoca dor, nossa tendência é alterar a postura para concentrar o peso do corpo em regiões menos doloridas. Essa alteração postural costuma causar problemas na coluna e nos joelhos, mas também pode atingir outras partes do corpo.

 

 

Os pés são a base do nosso corpo. Quando sofrem qualquer problema, nossa sustentação é afetada. O resultado é sentido em dores nos tornozelos, joelhos, coluna, músculos e até na cabeça — sem falar no estresse causado pelo desconforto.

 

É por isso que todo cuidado é válido na hora de comprar sapatos e escolher o mais confortável. Afinal, ninguém quer ter sua concentração no trabalho ou o prazer de um momento de lazer prejudicados por um calçado apertado.

 

 

Calçado apertado e suas complicações

 

Como você viu até agora, é fácil saber se o sapato está incorreto: bolhas, calos, joanetes, unhas encravadas, etc.

Além desses sinais, porém, existem ainda duas formas de saber que houve uma escolha ruim para os pés: o desconforto ao caminhar e a sensação de alívio ao retirar o calçado.

Há muita gente que não dá atenção para isso e acaba mascarando as dores nos pés com remédios musculares — uma atitude que acaba se tornando um perigo para a saúde. Afinal, o uso de um calçado apertado e inadequado pode prejudicar a saúde tanto dos homens quanto das mulheres.

Mas se mesmo com os sintomas já citados você insistir e prosseguir usando o mesmo modelo, os problemas podem continuar — e se tornarem piores. Confira uma breve (e dolorida!) lista dos principais deles: 

  1. Neuromas: acúmulo de tecido no nervo, causando inchaço e muita dor;
  2. Fascite plantar: inflamação da fáscia, estrutura de sustentação da sola do pé;
  3. Metatarsalgia: dor na parte superior do pé, onde estão os ossos denominados metatarsos;
  4. Calosidades acentuadas: concentram-se nas regiões interdigitais e plantares, podendo surgir cada vez mais.

 

 

Sobre saltos e bicos finos

 

Saltos muito altos dificultam o caminhar, além de concentrarem a pressão no dedão e no segundo dedo. O resultado? Eles acabam provocando dores, calosidades, má circulação do sangue e alguns problemas posturais.

Os calçados de bicos finos, por sua vez, também podem trazer complicações. Isso porque eles comprimem os dedos e encurtam os músculos da batata da perna, prejudicando a lordose lombar e favorecendo cãibras nos pés e nas pernas.

 

 

Do calçado apertado à escolha correta: dicas para uma boa compra

 

São tantos modelos e tantas cores que parece impossível errar na compra. Mas quem se preocupa com a saúde também precisa dar atenção correta no momento de escolher o que calçar. Como você já sabe, uma escolha errada para os pés pode refletir em problemas no corpo inteiro.

Confira as principais dicas para acertar e não sofrer mais.

 

 

1. Prefira o conforto

 

O ideal são os calçados que permitam a pessoa caminhar, dançar, exercitar e praticar suas atividades durante o dia. Tudo isso sem deixar dor.

 

2. Não fique muito tempo na mesma posição

 

Seja sentado ou em pé, permanecer na mesma posição causa dores, formigamento e dormência nos pés.

 

3. Saiba diferenciar os sapatos e suas atividades

 

Um tênis para caminhar é diferente do tênis de passeio, assim como um salto alto tem uma utilidade diferente em relação à plataforma.

 

4. Não abuse do sapato

 

Seja qual for o calçado escolhido, permanecer com ele nos pés por muitas horas seguidas causa desconforto.

 

5. Opte pela sua saúde em primeiro lugar

 

Se o sapato mais bonito causar dor, não compre. É possível encontrar um modelo confortável e belo.

 

6. Não acredite que o sapato vá alargar

 

Esse é o principal mito na hora das compras. Os sapatos não alargam com o uso. Compre modelos com um espaço entre o dedo maior e a ponta do calçado.

 

7. Seus pés aumentam

 

Com a idade e até mesmo com o passar das horas do dia, os pés ficam maiores e mais inchados. Por isso, prefira modelos em que os dedos se movimentam livremente.

 

Agora que você já sabe o potencial de estrago de um calçado apertado, basta se lembrar das nossas dicas quando for às compras!

 

E por falar nisso, você sabia que a palmilha de um sapato também pode fazer toda a diferença na sua saúde? Confira agora nosso artigo especial que ajuda a escolher a palmilha ideal para cada atividade física!

Tags: sapato

Fazer um Comentário

Área restrita. Não siga este link ou você será banido deste domínio !