O que é um calçado ortopédico?

Postado por Mestiça 22/12/2016 0 Comentários Curiosidades,

 

Além de ser um item necessário no dia a dia, os calçados conferem elegância e se tornaram objetos de moda ao longo dos anos. Embora sua função estética seja muito valorizada, os modelos considerados bonitos nem sempre são confortáveis, e podem acabar prejudicando a coluna, os joelhos e os próprios pés.

Os saltos finos são os grandes vilões, já que deslocam todo o esforço da pisada diretamente para a planta dos pés, prejudicando a postura, os pés e outras regiões do corpo.

Pensando em trazer todo o conforto que você precisa, surgiram os calçados ortopédicos. Veja mais sobre esses modelos no post de hoje!

 

 

O que é um calçado ortopédico?

 

Esse tipo de calçado é produzido de acordo com o formato do pé, facilitando a pisada e dando o suporte necessário para que todos os pontos do pé realizem sua função, além de evitar dores e outros problemas.

Diferentemente do calçado comum, o ortopédico possui uma palmilha plana, que ajuda a fortalecer a estrutura do pé e também respeita toda a estrutura do corpo do usuário.

Baseados nas necessidades de cada indivíduo, os calçados ortopédicos são feitos sob medida e ajudam a corrigir problemas relacionados à musculatura ou aos ossos, que podem interferir na pisada ou estarem ligados a outros problemas ortopédicos que podem acompanhar a pessoa desde o nascimento ou terem sido adquiridos, como em casos de acidentes e traumas.

As principais funções do calçado ortopédico são:

  • Diminuir a dor e o desconforto;
  • Dar mais estabilidade e apoio ao corpo;
  • Melhorar a postura, a biodinâmica, o equilíbrio e as pressões envolvidas na pisada;
  • Acomodar as zonas de pressão ou deformidades que o pé possa apresentar.

 

 

Por que o calçado ortopédico é mais confortável?

 

O calçado ortopédico tem uma forma mais ampla, por isso acomoda toda a planta dos pés, proporcionando conforto imediato. As solas deste tipo de calçado também são mais flexíveis, tornando a pisada mais cômoda e reduzindo o impacto em articulações como os joelhos durante a caminhada.

Outras áreas do corpo também são beneficiadas pelo uso do calçado ortopédico, que reduz lesões nos tornozelos, dores no calcanhar e não aperta os pés, proporcionando máximo conforto mesmo após muitas horas de uso contínuo.

 

 

Para quem seu uso é indicado?

 

Os calçados ortopédicos não têm restrições de uso. Pessoas de todas as idades podem utilizá-los se quiserem proporcionar mais conforto aos pés.

Geralmente, este tipo de calçado é muito indicado para corrigir a postura, tratar pessoas com diabetes e pessoas que têm pés sensíveis ou trabalham muito tempo em pé e sofrem com as dores causadas por calçados convencionais.

 

Será que preciso usar um calçado ortopédico?

 

Pé chato

Um dos problemas mais recorrentes que leva ao uso do calçado ortopédico é o pé chato, uma deformidade que resulta em um pé sem o arco longitudinal (aquela voltinha característica no meio do pé).

Esse tipo de problema acontece ainda na infância, o que faz com que a planta do pé toque o chão por inteiro (ou quase por inteiro, dependendo do grau do pé chato). Também pode ser que essa condição se desenvolva com a idade ou após uma lesão.

O pé chato pode ocasionar alguns problemas de postura e até mesmo dores no joelho, artrose e dor na coluna, por isso o uso do calçado ortopédico é tão indicado.

 

Pé cavo

Outra questão bastante comum é o pé cavo (ou com o arco da sola elevado). Essa condição é contrária ao pé chato, já que ocorre um aumento do arco plantar e pode estar acompanhado de outras condições como dedos em garra e queda da borda anterior do pé para dentro (antepé valgo) ou para fora (varo).

Essa é uma situação que costuma trazer muita dor aos pacientes e pode ser hereditária ou causada por questões neurológicas, como distonia ou paralisia. Para evitar os incômodos causados pelo pé cavo, o uso do calçado ortopédico costuma ser muito recomendado.

Além destas, existem várias outras condições que podem necessitar do uso de um calçado ortopédico. Se você tem notado dores e desconforto nos pés, dificuldade ao andar ou até mesmo problemas em outras áreas — como os joelhos — é recomendável fazer uma visita a um ortopedista que poderá lhe indicar o uso de calçados ortopédicos.

Em crianças também é preciso ficar atento ao desenvolvimento dos pés e à orientação da pisada, já que é nesse período que muitos desses problemas começam a se manifestar.

Quando o calçado ortopédico é usado desde cedo, é possível corrigir totalmente muitos problemas de pisada e ter a questão resolvida por completo.

 

 

O calçado ortopédico é recomendado para diabéticos?

 

Uma complicação muito comum do diabete mellitus é o pé diabético, que pode aparecer cerca de 10 a 15 anos após a evolução da doença. Ela se caracteriza pelo aparecimento de lesões agudas ou crônicas causadas por alterações vasculares ou dos nervos, levando a uma perda da sensibilidade que protege os pés.

O uso de calçados inadequados é uma das condições que mais favorecem o aparecimento dessas lesões, principalmente sapatos muito apertados, de salto muito alto ou com bico estreito. Por isso, tem sido muito recomendado o uso de calçados ortopédicos específicos para pessoas diabéticas, promovendo um conforto maior e garantindo que nenhuma lesão apareça.

Em geral, esses sapatos possuem um espaço maior para os pés, aliviam a pressão das áreas de risco (prevenindo o surgimento de úlceras) e possuem forro interno sem costuras, que evitam o surgimento de feridas causadas pelo atrito.

 

 

É possível usar calçados ortopédicos e manter seu estilo?

 

Foi-se o tempo em que usar sapato ortopédico era sinônimo de ficar fora de moda. Atualmente, os sapatos confortáveis oferecem inúmeros modelos que podem ser combinados aos mais diferentes looks.

Além de confortáveis e de proporcionarem saúde e bem-estar aos pés, os calçados ortopédicos também são capazes de cumprir sua função estética: basta escolher um modelo que combine com o seu estilo ou com a ocasião.

 

 

Como escolher os calçados ortopédicos?

 

Antes de se decidir por comprar um calçado ortopédico, é muito importante que você seja avaliado por um profissional de saúde, pois somente ele poderá compreender as suas necessidades e indicar o modelo ideal.

Lembre-se que usar um sapato ortopédico que não seja indicado para você poderá colocar a sua saúde em risco e até mesmo agravar algumas situações. Afinal, os calçados ortopédicos são feitos sob medida e buscam resolver um problema estrutural dos seus pés.

Se você possui problemas menores, como calos, joanetes e cansaço no calcanhar, também é possível usar um calçado ortopédico. Nesses casos, nem sempre é necessária a indicação médica, sendo é possível encontrar modelos destinados exclusivamente a essas condições.

O mais importante antes de fazer a compra é estar ciente da finalidade do calçado e buscar uma empresa idônea e que tenha uma boa reputação na fabricação dos produtos.

Outras dicas são:

  • Espere até o período da tarde para provar os seus sapatos, já que os pés costumam estar mais inchados nesse período;
  • Leve as meias que você mais usa, principalmente se elas forem grossas, pois isso poderá dar diferença;
  • Experimente os dois pés após a fabricação do calçado, pois é comum termos um pé maior que o outro;
  • Ande com os calçados antes de levá-los para casa, assim você poderá testar o seu conforto.

Para não errar na escolha do calçado, não deixe de conferir como a qualidade de um calçado interfere na sua saúde. Nos vemos no próximo post!

Fazer um Comentário

Área restrita. Não siga este link ou você será banido deste domínio !